Voltar

Sinistralidade e comissões caem durante a pandemia

Dados estatísticos divulgados pela Susep esta semana indicam queda das taxas médias de sinistralidade e também das comissões de corretagem (incluídas nas despesas comerciais das seguradoras) nos seguros de automóveis, ao longo da pandemia do coronavírus.

Segundo a autarquia, de janeiro a outubro, devido a fatores como a redução da circulação de veículos, especialmente nos primeiros meses da pandemia, a taxa média de sinistralidade acumulada ficou em 53%, muito inferior aos 61% apurados no mesmo período, no ano passado.

O volume de sinistros indenizados no ramo auto de janeiro a outubro somou R$ 15,6 bilhões, com queda de 13,5% em comparação a igual período no exercício passado.

Os ganhos dos corretores de seguros também tiveram queda, em termos reais. A Susep apurou que as despesas comerciais – que incluem, basicamente, campanhas e comissões de corretagem – um ligeiro avanço de 1,6% entre os dois períodos comparados, para R$ 6,1 bilhões.

Contudo, se for levada em conta a inflação acumulada nos últimos 12 meses (2,2%), não houve um avanço real do faturamento da categoria

Ainda de acordo com a Susep, a receita de prêmios apurada nessa carteira somou R$ 28,8 bilhões, o que representou uma queda da ordem de 3,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

CQCS