Voltar

Primeiras normas assinadas pelo novo superintendente da Susep

A edição de sexta-feira (26 de novembro) do Diário Oficial da União publicou as primeiras normas da Susep assinadas pelo novo superintendente da autarquia, Alexandre Camillo. Uma delas, a Portaria 7.890/21 revoga a norma assinada pela ex-superintendente, Solange Vieira, que delegou a diretor da Susep, Rafael Pereira Scherre, competências para expedir e tornar públicos os normativos de competência da autarquia, assinar contratos e convênios para execução de serviços, após aprovação pelo Conselho Diretor, nomear e praticar os demais atos compreendidos na administração de pessoal, de acordo com as normas e critérios previstos na legislação em vigor e editar e publicar as resoluções do CNSP. 

Foi nessa condição que Rafael Scherre assinou e publicou, por exemplo, a Resolução 428/21 do CNSP, segundo a qual todas as reuniões do Conselho Diretor da Susep passarão a ser "públicas, gravadas e realizadas, preferencialmente, por videoconferência" e terão que ser transmitidas ao vivo e com a gravação integral disponibilizada no site da autarquia, ressalvadas as hipóteses de sigilo legal, a partir do dia 1º de dezembro. Essa resolução foi publicada no mesmo dia da nomeação do novo superintendente, em 12 de novembro. 

Já a Portaria 7.888/21, também publicada nesta sexta-feira, nomeou o servidor da Susep Alexandre Penner para o cargo de coordenador da de Assessoramento Técnico da Diretoria Técnica 4. 

Alexandre Penner tem longa experiência no mercado, tendo sido diretor da própria Susep e da FenaPrevi.

CQCS