Voltar

Planos de saúde ganham 220 mil beneficiários

Planos de saúde ganham 220 mil beneficiários

O DCI destaca que em um ano até fevereiro, os planos de saúde no Brasil ganharam pouco mais de 220 mil beneficiários, como resultado o segmento de saúde suplementar encerrou o segundo mês do ano com pouco mais de 47,32 milhões de clientes.

Os dados foram divulgados na última semana pela Agência Nacional de Saúde (ANS) que, em fevereiro de 2019, também contabilizava pouco mais de 24 milhões de beneficiários em planos exclusivamente odontológicos.

Na divisão por tipo de plano, em fevereiro deste ano cerca de 31,75 milhões eram beneficiários de planos coletivos empresariais, o que representa 67,9% do total de usuários de plano de saúde no País. Entre as outras modalidades dentro dos planos coletivos, houve estabilidade no número de beneficiários.

Os realizados por meio ganharam apenas 12,7 mil novos usuários, uma alta tímida de 0,1%, ao passo que os planos não identificados (que são apenas 1,2 mil beneficiários perdeu 96 contratos entre fevereiro de 2018 e 2019. Também houve redução no número de usuários de planos individuais. Em fevereiro do ano passado eram 9,16 milhões de contrato e neste ano caiu para pouco mais de 9,05 milhões (-1,2%).

No recorte por Unidade Federativa, 16 estados e o Distrito Federal registraram crescimento no período de um ano, sendo São Paulo, DF, Goiás, Mato Grosso e Espírito Santo, nesta ordem, os cinco com o maior ganho de beneficiários em planos de assistência médica, em números absolutos. Só em São Paulo foram 136,8 mil beneficiários a mais no período. 

Quando avaliado apenas os planos exclusivamente odontológicos houve ganho de 1,4 milhão de contratos firmados, somando quase 24,5 milhões de beneficiários. Quando olhado por tipo de contrato, houve em todos os segmentos, com destaque para os planos feitos por adesão, que passou de 1,8 milhão de beneficiários para 2,2 milhões em um ano. Os planos empresariais passaram de 16,99 milhões de beneficiários para 17,7 milhões neste ano. Segundo a ANS houve alta no número de contratos nos 23 estados e no Distrito Federal, sendo São Paulo o destaque também neste segmento, com 529 mil beneficiários a mais no período de um ano.

DCI (08/04/2019)