Voltar

Mercado cresce baseado em ramos já consolidados

O presidente da CNseg, Marcio Coriolano, mostrou no Programa Panorama do Seguro, do Sindseg SP, que o crescimento consistente do mercado de seguros nos últimos dois anos foi produzido principalmente em ramos já consolidados, responsáveis por mais de 80% de participação no resultado. "Não houve, ainda, mudança no padrão de comportamento da população em relação ao consumo de seguros. As pessoas continuam demandando os mesmos produtos" apesar do movimento de flexibilização na regulação, explicou.

O executivo destacou o esforço liderado pela Susep e ressaltou que o setor – seguradoras, corretores e consumidores - está alindado e sempre desejou a modernização nas regras. "Tudo isso, aliás, vem ao encontro de um mercado já muito moderno, dinâmico e competitivo pelos próprios investimentos. Que respondeu às demandas da sociedade ao longo do tempo e vai avançar ainda mais com a flexibilização na regulação", avaliou.

Questionado sobre os principais desafios do setor, Coriolano chamou a atenção para a avalanche de inovações e tecnologias oferecidas ao mercado. "É preciso fazer um filtro para determinar o que realmente vai agregar valor ao negócio", recomendou. Nesse sentido, também sugeriu tratar as informações de maneira mais inteligente para endereçar as melhores soluções a quem está buscando um seguro.

O presidente da CNseg lembrou ainda a necessidade de evoluir com o microsseguro. "Chegamos ao teto e, para continuar crescendo, precisamos alcançar populações que até agora não têm sido atendidas por quem oferta ou distribui os produtos". Por fim, anotou que é necessário regulamentar os seguros de acumulação e que as resseguradoras precisam investir em mais produtos que caiam no gosto das seguradoras.

Veja o programa aqui: https://www.youtube.com/watch?v=801O3iY2TlA&t=962s

Sindseg/SP