Voltar

IRB Brasil RE disponibiliza relatório periódico mensal enviado à susep

O IRB-Brasil Resseguros S.A. (B3: IRBR3) ("IRB Brasil RE" ou "Companhia"), divulgou na data de hoje seus resultados referentes ao terceiro trimestre de 2020 (3T20).

Abaixo, apresentamos alguns dos destaques do período:

Os dois principais destaques do 3º Trimestre de 2020 foram os fatos de que: 

a Companhia voltou a apresentar – após 3 semestres consecutivos de déficits – Geração de Caixa Operacional Superavitária de R$ 182 milhões no período; além de que,

os Resultados dos Negócios Continuados "Run on" (*) da Companhia somaram Lucro Líquido de 149,4 milhões, equivalentes a 10,1% do Faturamento de Competência do período (também chamados de Prêmios Ganhos).
                        Nota: "Run on" exclui os Resultados dos Negócios Descontinuados "Run off", desde 30.06.2020  

Faturamento bruto do 3T20 (Prêmio Emitido): atingiu R$ 2.975,9 milhões, 29,5% superior ao 3T19, sendo R$ 1.809,3 milhões no Brasil, um crescimento de 38,8% e R$1.166,6 milhões no Exterior, um crescimento de 17,3%. 

Faturamento de competência do 3T20 (Prêmio Ganho): o prêmio ganho totalizou R$ 1.545,6 milhões, um avanço de 9,1% em relação do 3T19;
Índice de Sinistralidade (Despesas de Sinistros/Faturamento de Competência do período): a despesa de sinistro foi de R$ 1.487,6 milhões, com um índice de sinistralidade de 96,2% no 3T20, revertendo a tendência observada no primeiro semestre de 2020, que apresentou uma sinistralidade de 108,0%. Quando excluídos os sinistros dos negócios descontinuados (run-off) – esse índice se situa em 55,9%; 

Índice de Gastos Externos (principalmente comissões) se situaram em 24,7%; e o de Gastos Internos (despesas administrativas) se situaram em 5,1%; enquanto o Índice de Resultado Financeiro e Patrimonial alcançou 7,5% do faturamento de competência do 3T20;

Contribuição Marginal (Resultado de "Underwriting" ou de Subscrição): no 3T20 o resultado de underwriting foi negativo em R$ 392,6 milhões, devido à elevada sinistralidade dos negócios descontinuados no valor de R$ 659,1 milhões, ao passo que os negócios continuados geraram margem positiva de R$ 209,2 milhões, equivalente a 14,1% do faturamento de competência (prêmio ganho);
 
Lucro (prejuízo) líquido: no 3T20, o prejuízo líquido reportado foi de R$ 229,8 milhões (excluindo-se o impacto dos negócios descontinuados, apresentou um lucro líquido de R$ 149,4 milhões);

Volume de Provisões Técnicas (provisões são às obrigações que o IRB tem com seus Clientes, especialmente para pagamento futuro de Sinistros): o saldo das provisões técnicas cresceu 39,4% em setembro de 2020, atingindo a cifra de R$ 14,5 bilhões contra R$ 10,4 bilhões em dezembro de 2019.

 
Volume de Ativos de Investimentos Financeiros de Alta Liquidez (ativos quase-caixa aplicados basicamente em títulos públicos – a maior parte – e privados): o saldo dos investimentos somou R$7,4 bilhões (não inclui R$597 milhões da 1ª emissão de debêntures e R$115 milhões de redução de capital em controlada) contra R$4,5 bilhões em dezembro de 2019; um aumento de 64% (sem considerar as debêntures e a redução de capital em controlada) e de 80% incluindo ambos eventos mencionados.

O Plano de Regularização da Liquidez Regulatória encontra-se em pleno desenvolvimento de forma que a gestão prevê total enquadramento com as ações em curso, até o encerramento desse exercício.

IRB