Voltar

Economia: corretores continuam mais confiantes que os seguradores

pessoas-confiantes

A pesquisa mensal realizada pela Fenacor visando a medir o índice de confiança no mercado (ICSS) aponta que, em agosto, aumentou a confiança dos corretores de seguros quanto ao crescimento da economia brasileira nos próximos seis meses.
De acordo com o levantamento, nenhum dos corretores entrevistados acredita que em retração na economia. Para 9% dos profissionais consultados, o cenário deve, inclusive, ficar "muito melhor" no semestre.
Outros 41% apostam em um quadro "melhor" e 50% acreditam que não haverá alterações em relação ao momento atual.
Entre os seguradores, 14% temem um agravamento da instabilidade econômico nos próximos seis meses, 43% projetam um cenário estável e outros 43% ainda apostam em uma melhoria. O otimismo dos corretores também oi manifestado quanto à rentabilidade do mercado de seguros no próximo semestre. Metade acredita em um cenário melhor e o s 50% restantes apostam em uma estabilidade.
Também neste caso, os seguradores estão mais pessimistas: 25% esperam uma queda da rentabilidade, 50% apostam na estabilidade e apenas 25% acreditam em um avanço.
O ICSS indicou que, no geral, o otimismo continuou no mercado de seguros, em agosto. Isso porque os indicadores permanecem acima de 100 pontos. Essa situação vem ocorrendo desde outubro de 2018.
Entretanto, a trajetória, que estava crescente há dois meses, foi interrompida em um patamar de 115 pontos.
O consultor Francisco Galiza, responsável pelo estudo, registra também que, neste momento, as respostas estão "com uma grande dispersão", sinalizando dúvida sobre o comportamento das variáveis. "A pergunta agora é se, até o final do ano, o índice poderá voltar a recuperar o fôlego ou então, ao contrário, sofrer uma nova reversão, como já tivemos nos primeiros meses de 2019", afirma o consultor.

CQCS (28/08/2019)