Voltar

Conexão Futuro Seguro Brasil supera expectativas

Fenacor, ENS e Sincors encerraram nesta quinta-feira (12) o maior ciclo de eventos do mercado de seguros em 2020, com a realização do "Conexão Futuro Seguro Brasil". O encontro superou todas as expectativas, as quais já eram otimistas, em razão de o projeto ter sido desenhado com muito empenho, cuidado e dedicação: mais de cinco mil profissionais se inscreveram nessa etapa nacional promovida após 22 encontros estaduais do inovador e histórico "Conexão Futuro Seguro", que também foram acompanhados por aproximadamente cinco mil corretores de seguros, pessoas físicas e jurídicas, associados aos sindicatos da categoria.

Não foram poucos os motivos que depertaram a atenção de tantos profisisonais. Afinal, em todas as etapas, seja nos estados ou no encontro nacional, foram apresentadas inúmeras soluções, ferramentas e novas oportunidades de negócios, além das presenças de conceituados especialistas, que ministraram palestras sobre temas extremamente relevantes. 

Diante do sucesso alcançado, a organização decidiu realizar uma segunda edição. "Teremos um novo ciclo de eventos, com muitas novidades, a partir do final de fevereiro de 2021", anunciou o presidente da Fenacor, Armando Vergilio.

Na abertura do evento desta quinta-feira, Vergilio comemorou o fato de ter sido alcançado o objetivo de se levar aos corretores diversos produtos, serviços, treinamento, capacitação, ferramentas e soluções que irão ajudá-lo a prospectar novos clientes e fidelizar os seus segurados. "Estamos ajudando o corretor, que precisa diversificar sua atuação e se transformar em um planejador e protetor completo, um provedor de soluções, inclusive financeiras. Nenhuma tecnologia pode substituir a atuação humana. Essa é a essência da nossa atividade: cuidar das pessoas e das suas atividades", assinalou o presidente da Fenacor.

As novidades continuaram surgindo até a segunda edição desse ciclo. Segundo Vergilio,  já nesta segunda-feira (16/11) será lançado pela ENS um curso a distancia sobre a necessária adequação e o cumprimento da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) voltado para corretores de seguros. Um dos pontos tratados será a plataforma LGPDCOR, desenvolvida especificamente para atender as necessidades da categoria.

O presidente da ENS, Roberto Bittar, também destacou os resultados obtidos tanto nos eventuais estaduais quanto no encontro nacional. Ele assegurou que a escola continuará oferecendo todo o apoio para que os corretores de seguros possam ter acesso a ferramentas de capacitação, treinamento e conhecimento. "Estamos ao lado do corretor, temos alunos em quase 600 municípios com ensino a distancia. Temos tecnologia para provas online e queremos manter as correntes do conexão com um futuro seguro para que todos prosperem", salientou.

Ele acrescentou que os corretores precisam estar antenados com as oportunidades que surgem, incluindo a possibilidade de atuar como agente autônomo de investimentos. Neste caso, a ENS já está disponibilizando um curso preparatório, cuja inscrição é gratuita para todos os corretores de seguros que participaram do ciclo de eventos. 

O presidente da CNseg, Márcio Coriolano, igualmente elogiou a atuação dos corretores. "A população está vendo o seguro como algo importante. "Temos uma rede de distribuição que nenhum outro país pode sonhar", afirmou.

Ele disse ainda que o mercado chegará a 2021 com otimismo, principalmente em razão dos resultados já obtidos neste final de ano. "O mercado já voltou ao positivo em setembro com desempenho bem acima de todas as outras atividades mercantis no Brasil. E isso só é possível pela confiança da população", asseverou Coriolano.

A atriz Denise Fraga foi outra atração do evento. Em uma apresentação marcada pela emoção, ela enfatizou a importância do corretor de seguros neste momento difícil para a população. "Vocês ganharam importância ainda maior, pois atendem a necessidade das pessoas de serem ouvidas, terem acolhimento. Entre as atividades essenciais e necessárias, que não podem parar, está a exercida por vocês, corretores de seguros", elogiou a atriz.

Outra apresentação marcante foi a do presidente do Conselho de Administração da MAG, Nilton Molina, que alertou os corretores de seguros sobre a importância de não ser apenas um especialista em determinados ramos de seguros, dentro do novo contexto que se apresenta. Não pode ser especialista em produto. Tem que ser especialista em pessoas. O consumidor está no comando das decisões, por isso, o corretor tem que entender que o seu capital é o conhecimento do cliente. Não pode ser especialista em auto, vida, previdência ou responsabilidade. Tem que servir ao cliente, até nas aplicações financeiras, atuando como agente de investimento", aconselhou Molina.

Houve espaço ainda para palestras em que especialistas detalharam  as diferenres soluções, ferramentas e novas oportunidades apresentadas ao longo do ciclo de eventos.
Os professores da ENS, lldebrando Neres Júnior e Aluízio Barbosa, por exemplo, falaram, respectivamente, sobre a importância de o corretor de seguros atuar como agente autônomo de investimento, consolidando sua imagem de planejador de proteções, e os efeitos da LGPD, que também foi tema da apresentação do diretor da Quinto Domínio, Paulo Moura, que desenvolveu a ferramenta LGPDCOR para os corretores de seguros.

Por sua vez, o coordenador da Certisign, Lafaiete Dias de Lima, explicou como a certificação digital pode gerar muitas oportunidades de negócios para os corretores de seguros, seja atuando como AR (Autoridade de Registro), com uma remuneração média de R$ 125,00, ou como indicador, que garante um ganho da ordem de R$ 50,00 (por indicação).

Por fim, o professor de Direito e ex-diretor do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor, Ricardo Morishita Wada; e o presidente do Ibracor, Joaquim Mendanha, falaram sobre a relevância da autorregulação para os corretores de seguros no novo contexto que surge no mercado.

Mendanha aproveitou para anunciar várias novidades, como a nova marca do Ibracor e o lançamento do novo site (em dezembro) e selo que certifica o compromisso ético dos 20 mil associados do instituto. Ele adiantou ainda que, através de acordo firmado com a Fenacor, os associados da autorreguladora terão acesso aos benefícios da Central de Gestão de Serviços e Produtos, incluindo certificação digital, seguros e proteções e campanhas promocionais, entre outros. "A pandemia e as diversas mudanças regulatórias mudaram nosso planejamento para 2020. Mas, continuamos firmes na nossa missão de orientar e promover as melhores práticas através da nossa supervisão preventiva e orientativa", asseverou Joaquim Mendanha.

Após as apresentações, foi realizada uma premiação especial e duas corretoras de seguros foram contempladas: Gisela Souza Neves, da Uai Brasil Seguros, de Minas Gerais, ganhou um carro zero km; e Júnia Naves de Almeida (de Goiás), levou um Iphone oferecido pela MAG Seguros.

As duas profissionais asseguraram participação nessa premiação por serem associadas aos sindicatos dos seus estados e terem participado tanto das etapas estaduais do ciclo quanto do evento realizado nesta quinta-feira.

 
 

FENACOR