Voltar

Começa evento que conecta o corretor com o futuro

Corretores de seguros, pessoas físicas ou jurídicas, associadas ao Sincor-MT participaram da primeira etapa do ciclo de eventos técnicos e de trabalho "Conexão Futuro Seguro", nesta terça-feira (22/09), conhecendo uma série de amplos benefícios, inovadoras soluções, importantes ferramentas e novas oportunidades de negócios apresentadas por conceituados palestrantes.

O inovador e inédito ciclo. organizado pela Fenacor, ENS e Sincors, terá mais 21 etapas estaduais. O evento de encerramento será o "Conexão Futuro Seguro Brasil", aberto aos associados de todos os Sindicatos, no dia 12 de novembro.

Na abertura, o presidente da Fenacor, Armando Vergilio, conclamou os corretores de seguros associados aos Sindicatos a participarem dos eventos em seus respectivos estados. "Este projeto traz conhecimento, atualização, capacitação e oportunidades de novos negócios. Vamos ajudar o corretor de seguros a se conectar com o futuro", salientou.

Vergilio destacou que há, pela frente, um cenário desafiador, no qual o corretor de seguros precisará se reinventar e diversificar sua atuação para atender clientes mais exigentes e bem informados. "Será preciso ser também um verdadeiro planejador financeiro, um provedor de soluções para clientes", acrescentou.

Ele assegurou que a federação e os sindicatos estão se adequando também a essa nova visão e às demandas da nova ordem. Nesse contexto, lembrou que a categoria já pode contar com a Central de Gestão de Serviços e Benefícios, os seguros Vida Corretor e RC Corretor – desenhados para atender as necessidades específicas do corretor, além do clube de benefícios (CBCor).

Agora, começa uma nova etapa cujo ponto de partida é o projeto Conexão futuro Seguro, que apresenta ampla gama de vantagens, benefícios e oportunidades. "Vale a pena estar conosco nesta jornada. O futuro começa agora!", salientou Vergilio.

Já o presidente da ENS, Robert Bittar, assegurou que a ENS está atuando para ajudar os corretores a prosperarem no novo cenário.

Nesse sentido, ele observou que a participação da escola no Conexão Futuro Seguro visa exatamente a levar o conhecimento, permitir a atualização e a interação para a categoria. "São tempos desafiadores. Mas, aceitamos o desafio. Vamos em frente, fazendo o melhor possível", afirmou Bittar.

O presidente do Sincor-MT, José Cristóvão Martins, por sua vez, alertou que, diante das mudanças de hábitos de consumo provocadas pela pandemia do coronavírus, o corretor está enfrenta um novo contexto e precisa se atualizar para não ficar a margem das mudanças. "O nosso sindicato está pronto para ajudar o corretor a fazer frente a todas essas mudanças.", asseverou,

PALESTRAS. A primeira palestra foi ministrada pelo professor da ENS, Rodrigo Maia, que fez um alerta importante. "A sobrevivência do corretor de seguros na próxima década está diretamente ligada a sua capacidade de se adaptar", afirmou, acrescentando que, mais que ser "o mais forte", será preciso demonstrar capacidade de adaptação ao novo mercado que surge, permanentemente conectado com o cliente para identificar com a necessária rapidez as demandas das pessoas que não foram satisfeitas.

Em seguida, a advogada e professora da ENS, Angelica Carlini, explicou os reflexos da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) para os corretores seguros, alertando que o profissional já pode ser alvo de ações judiciais caso não cumpra os dispositivos dessa lei.

Em outra palestra, o coordenador Comercial Nacional da Certisign, Lafaiete Dias de Lima, listou as oportunidades de negócios que podem ser geradas a partir da utilização da certificação digital.

Na palestra seguinte foram indicadas as vantagens de atuar como planejador financeiro, tema abordado pelo especialista Valter Police, que atua como planejador financeiro há anos.

Outro tema aguardado com muita expectativa foi a possibilidade de o corretor de seguros atuar como agente autonomo. O assunto foi abordado por Gilvan Bueno, que largou o emprego de garçom para mudar de vida radicalmente, investindo na carreira de agente. "O Brasil precisa formar mais agentes autônomos de investimento.

Complementando esse tema, Esmeralda Rocha, da ENS, apresentou o Curso Agente Autônomo de Investimentos, cuja inscrição poderá ser feita já a partir de outubro e será totalmente gratuita para todos os inscritos no ciclo de eventos.

O evento prossegue hoje e amanhã, nas etapas abertas, respectivamente, para associados do Sincor-BA e do Sincor-MG.

 
 

FENACOR