Voltar

Arrecadação de seguros cresceu em fevereiro

Os primeiros meses de 2020 conseguiram ser positivos para o mercado de seguros. Isso porque, em fevereiro, a arrecadação somou R$ 20,9 bilhões, um crescimento de 11,5% na comparação com o mesmo mês do ano passado. Segundo a última edição da Conjuntura CNseg, o setor fechou o primeiro bimestre com alta de 13%, comparando-se ao mesmo período de 2019.

"Como todos os olhos agora miram nos efeitos, sobre o mercado de seguros, da pandemia do novo coronavírus, vale observar que, conforme antecipamos, os primeiros meses do ano de 2020 ainda serão beneficiados pelo efeito carry-over do ritmo intenso das contratações no segundo semestre de 2019. E é razoável admitir que esse carregamento seja suficiente para sustentar algum crescimento até junho ou julho de 2020", explica o Presidente da CNseg, Marcio Coriolano.

Na análise dos 12 meses móveis, o estudo aponta ligeira queda da taxa de crescimento da arrecadação do setor, de 12,6% em janeiro, para 12,2% em fevereiro. Para a CNseg, o resultado deve-se ao recuo de 5,6% para 5,2% no segmento de Danos e Responsabilidades; de 15,8% para 15,1% nos seguros de pessoas; de 10,5% para 9,0% no Ramo de Planos de Risco – Pessoas e de 13,1% para 12,7% nos Títulos de Capitalização.

O estudo ainda aponta que a estimativa do volume de arrecadação para março é positiva. "Damos como exemplo o comportamento da série em 12 meses, porque, já sabemos, caso não haja nenhum crescimento de fevereiro para março, ainda assim a evolução será de 12,7%. Apenas caso haja uma queda forte de 35% é que a evolução em 12 meses cairá para abaixo de dois dígitos (9,8%)".

Confira a Conjuntura CNseg nº20.

Comunicação Sincor-SP (14/05/2020)