Voltar

Armando Vergilio participa de abertura da Conseguro

O presidente da Fenacor, Armando Vergilio, participou da abertura da Conseguro 2021, na manhã desta segunda-feira (27/09). Na ocasião, ele enfatizou que os impactos advindos com a Covid-19 e as suas consequências seriam ainda mais graves se seguradores e corretores, "cumprindo sua missão básica de amparar e proteger as pessoas", não tivessem agido em plena sintonia e rapidamente, logo nas primeiras semanas da pandemia. "Destaco nesse contexto  a histórica decisão, de quase todas as seguradoras, motivadas por uma iniciativa liderada pela Fenacor,  de garantir o pagamento de indenizações da covid-19", comentou. 

Ele ressaltou também que o setor adequou-se com rapidez a nova realidade e ás novas necessidades tecnológicas para assegurar um atendimento rápido, eficaz e eficiente aos segurados, por meio remoto. "Ninguém ficou sem resposta, ninguém ficou sem atendimento, ninguém ficou sem amparo", pontuou Vergilio.

Para o presidente da Fenacor, o mercado se mostra extraordinariamente resiliente, retomando o crescimento em níveis bem acima da média das demais atividades econômicas. Disse ainda que o setor vem demonstrando ser "moderno e ágil", cumprindo muito bem o seu papel. 

Vergilio ressaltou, porém, que o mercado ainda precisa ser adequadamente entendido para continuar a crescer e ajudar a sociedade brasileira. "Especialmente nós, corretores de seguros. precisamos ter o nosso papel e a nossa relevância reconhecidos e valorizados Não somos contra a modernização e a tecnologia. Pelo contrário. O corretor é o principal agente disruptivo do setor e prova isso ao prestar serviços altamente qualificados, eficazes e rápidos, inclusive por meio digital. Então, não há como o mercado avançar sem aquele que responde por  mais de 85% da sua produção e que atua como consultor, assessor e provedor de soluções de proteção para o cliente. O corretor é importante para segurados e também para as seguradoras. A sua atuação qualificada reduz custos, aprimora a imagem do mercado e evita desgastes e conflitos", salientou. 

Além de Armando Vergilio, participaram da abertura do evento os presidentes da CNseg, Marcio Coriolano; da FenSeg, Antonio Trindade; FenaSaúde, João Alceu; FenaPrevi, Jorge Nasser,; FenaCap, Marcelo Farinha; e ANS, Paulo Roberto Rebello; além da superintendente da Susep, Solange Vieira.

A Conseguro 2021, organizada pelo CNseg, começou com palestra de Adolfo Sachsida, secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, que falou sobre as "Percepções do brasil de hoje". 

Na sequência, os economistas Marcos Lisboa, presidente do Insper, Marcio Holland, professor da Escola de Administração de Empresas da Fundação Getulio Vargas (FGV), e Carlos Kawall, diretor do ASA Investments, abordaram o tema "Três visões para o Brasil do amanhã".

Fenacor